• juliana9986

Fechamento de empregos formais desacelera em junho, diz Caged

Saldo de vagas com carteira assinada ficou negativo em 11 mil em junho, melhor do que meses anteriores, mas 1,5 milhão de pessoas perderam emprego na pandemia


O fechamento de vagas formais no mercado de trabalho brasileiro, que disparou após o início da pandemia do novo coronavírus, desacelerou em junho. No mês passado, o saldo ficou negativo em aproximadamente 11 mil postos, uma melhora significativa em relação aos meses anteriores.

Ainda assim, o total de empregos com carteira assinada perdidos no país desde o início da pandemia, em março, supera 1,5 milhão.

Os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) foram apresentados nesta terça-feira (28) pelo Ministério da Economia.

Nos dois primeiros meses do ano, a economia brasileira vinha criando postos de trabalho. Em janeiro e fevereiro, antes da crise de saúde pública, o país criou 341 mil vagas —quase 50% a mais do que o registrado nos dois primeiros meses de 2019.

Com o resultado negativo entre março e junho, já sob efeito de medidas restritivas nas cidades e fechamento de comércio e empresas, passou a haver saldo negativo no ano.

Considerando os seis primeiros meses de 2020, o resultado ficou negativo em 1,2 milhão de vagas formais. No mesmo período de 2019, o saldo foi positivo em 408 mil postos.


Folha de SP

Seguir:

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo