top of page

Assalto a banco cai 28% no primeiro semestre de 2019


Os números de assaltos em agências bancárias caiu 28% no primeiro semestre deste ano. Até agora, foram 57 assaltos e tentativas contra 79 ocorrências no mesmo período do ano passado.

O levantamento foi feito pela Federação Brasileira dos Bancos. As ocorrências vêm diminuindo desde 2000, quando foram registrados 1903 assaltos.

Para o diretor de Negócios e Operações da FEBRABAN, Leandro Vilain, o resultado é fruto de estratégias adotadas nos últimos anos. “Essa é uma redução bastante significativa que foi fruto de investimento na parte do monitoramento eletrônico, associado com a parceira com a Polícia Civil de cada estado.”

O crescimento de quadrilhas especializadas em crimes como explosão de caixas eletrônicos levou o setor bancário a reforçar o investimento em segurança para R$ 9 bilhões ao ano.

Vilain ressalta que o uso da tecnologia é parte fundamental desse processo. “Não há como a gente ficar monitorando 21 mil agências sem auxílio dos sistemas de inteligência e do vídeo monitoramento com acesso remoto.”

Leandro Vilaín destaca que diversos programas e algoritmos estão sendo testados em agências bancárias para trazer mais eficiência no monitoramento à distância.

O número de ataques a caixas eletrônicos neste ano também reduziu 43% por cento, comparado com 2018.

Coletivo de Segurança

Para Julio César Machado, presidente do Sindicato dos Bancários de Sorocaba e Região, o resultado a comemorar teve a contribuição também do Coletivo de Segurança do movimento sindical bancário - uma mesa permanente de negociação para tratar da questão da segurança nos bancos, em nível nacional.

"Através da negociação tivemos conquistas importantes nesse campo, como a instalação de divisórias e da porta automática nas agências, por exemplo, que dificultaram - e muito - a ação de criminosos. Temos que lutar para que essa mesa de negociação continue sempre".

Jovem Pan com SEEB Sorocaba

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page