• Sindicato dos Bancários

Empregados da Caixa protestam contra PLS 555 em todo o Brasil


Os trabalhadores da Caixa, de todo o Brasil, foram às ruas nesta segunda-feira (14) para lutar contra o projeto que pretende transformar as empresas estatais em sociedades anônimas. O texto do PLS 555 é um substitutivo aos projetos de lei do Senado 167/2015, de Tasso Jereissati (PSDB-CE), e 343/2015, de Aécio Neves (PSDB-MG), e ainda ao anteprojeto apresentado pelos presidentes da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Os dirigentes presentes lembraram da atuação dos bancos públicos na crise de 2008, quando forneceram crédito para a população, aquecendo o mercado interno, o que ajudou o país a enfrentar a turbulência econômica global sem maiores prejuízos. Além disso, também foi citada a importância destas instituições diante do oligopólio dos bancos privados no setor financeiro.

No Paraná, os Sindicatos dos Bancários filiados à Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito do Estado do Paraná – FETEC/CUT-PR, realizaram manifestações em frente às agências da Caixa Econômica Federal com distribuição de carta aberta à população .

Os bancários e bancárias capixabas também participaram do Dia Nacional de Luta contra o PLS 555/2015 e em Defesa da Caixa 100% Pública. O ato foi realizado na agência da Caixa no Centro de Vitória e, em seguida, os diretores do Sindibancários/ES percorreram as unidades de todos os bancos da Grande Vitória. Em todas as agências, bancários e clientes receberam panfletos sobre as graves consequências desse Projeto de Lei.

O estatuto proposto pelo projeto estabelece que o percentual mínimo de 25% das ações devem estar disponíveis no mercado em até dois anos após a publicação da lei. Além da Caixa, o projeto coloca em risco Correios, BNDES, empresas do setor elétrico e, no Espírito Santo, o Banestes e Bandes.

O presidente do Sindicato dos Bancários de Mato Grosso, José Guerra, lembrou as privatizações dos anos 90 que não trouxeram melhoria dos serviços e de atendimento à população.

Os dirigentes do Sindicato de Campos (RJ) percorreram as agências da Caixa fixando cartazes de protesto contra o projeto de abertura do capital da empresa, além de dialogar com funcionários e clientes sobre esta grave ameaça que paira sobre empresas públicas e os empregos dos trabalhadores e trabalhadoras.

Todas as informações sobre a luta contra o PLS 555/2015 podem ser encontradas no sitewww.diganaoaopls555.com.br. Na área de downloads estão disponibilizados cartazes, faixas e banners para impressão.

Fonte: Contraf

#caixafederal

Seguir:

9 9784-7687

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo