top of page

Seeb alerta: 4 golpes comuns na internet


Pesquisas reforçam que no ranking de vítimas de golpes, estamos entre os primeiros. De acordo com dados da empresa SymantecT, o Brasil ocupa a 3ª posição em ataques “formjacking”, ou seja, técnica utilizada para capturar dados bancários de clientes e-commerce.


E você, já sofreu um golpe na internet ou conhece alguém que tenha passado por isso? Com apoio do conteúdo divulgado pela Febraban, listamos os 4 mais recorrentes:


Golpe no WhatsApp: Muito comum, os golpistas conseguem acessar a sua conta por meio de um código via SMS que é enviado para o seu celular. Normalmente, eles solicitam o código de segurança afirmando se tratar de uma atualização, manutenção ou confirmação de cadastro.


  • Para diminuir a chance desse golpe, ative a configuração de duas etapas e libere a sua foto de perfil apenas para os seus contatos.


Golpe do link falso: Ofertas muito atrativas chegam por e-mail ou redes sociais como iscas para que você informe seus dados pessoais, como número de CPF, conta, cartões e senhas.


  • Para evitar esse tipo de golpe, desconfie da oferta e nunca divulgue os seus dados sem verificar a veracidade do site. Fique atento ao e-mail do remetente, empresas de grande porte não utilizam contas privadas como @gmail, @hotmail ou @terra e entidades públicas sempre usam @gov.br ou @org.br.


Golpe troca de cartão:


Preste muita atenção quando for digitar a senha do seu cartão de crédito em compras. Golpistas podem espiar o código e realizar a troca do cartão para realizar transações no seu nome. Em bancos, nunca aceite a ajuda de estranhos e sempre chame o funcionário credenciado.


  • Para evitar esse tipo de golpe, confira se é mesmo o seu nome impresso no cartão devolvido e, se possível, passe você mesmo o cartão na maquininha em vez de entregá-lo para outra pessoa.


Golpe da falsa central de atendimento:


O golpista finge ser um funcionário da empresa que presta serviços a você! Com isso, ele cria uma situação e pede seus dados pessoas para aplicar o golpe.


  • O banco não vai te pedir informações pessoais. Ao receber uma ligação similar a essa, desligue imediatamente e entre em contato com a instituição através dos canais oficiais.

Comments


bottom of page