top of page

Durante reunião com representantes dos associados Cassi admite rombo de R$ 366 milhões


Na segunda-feira, dia 14, os diretores e representantes de conselhos da Cassi convocaram o movimento sindical e entidades que representam os associados para uma reunião onde admitiram um déficit de R$ 366 milhões no Plano Associados.


Entre os problemas relatados pela representação dos funcionários está a postura inadequada que a Cassi vem adotando na tentativa de assumir o papel da Comissão de Empresa, que representa os associados na entidade de assistência dos funcionários do BB.


Na sequência, os representantes destacaram a questão do déficit do Plano Associados, denunciado inúmeras vezes pela comissão e finalmente assumido pela Cassi.


Propostas das entidades foram destacadas, como o retorno da taxa administrativa, já acordada na Reforma Estatutária; recursos de decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST) sobre ressarcimento de ações trabalhistas, onde parte que é devida pelo banco seria direcionada à Cassi; e por fim, o BB, como patrocinador, assumindo as despesas que a Cassi teve no combate à Covid-19.


De acordo com a CEBB, as propostas já foram aceitas e reconhecidas pelo banco, mas até o momento a Cassi não cobrou.

Comments


bottom of page