• Bancários Sorocaba

Crise hídrica na região de Sorocaba reforça alerta de economia


O nível baixo da represa pode ser constatado a olho nu.  Créditos: Agência Sorocaba de Notícias (SECOM)
O nível baixo da represa pode ser constatado a olho nu. Créditos: Agência Sorocaba de Notícias (SECOM)

Economizar para não acabar. Esse é o objetivo da campanha do Sindicato dos Bancários de Sorocaba e Região. A ação é em decorrência do nível da Represa de Itupararanga, responsável pelo abastecimento de água na região de Sorocaba e que, atualmente, está com 19,28% da capacidade total do reservatório, quando deveria ter, no mínimo, 40% da sua capacidade.


“É obrigação de todos nós combatermos o desperdício de água. Estamos levando informativos de conscientização nos 40 municípios de abrangência do Sindicato. Se não economizarmos agora, vamos ficar sem”, afirma o presidente Júlio Cesar Machado.


Reaproveitamento de água da chuva para evitar desperdícios


Há 10 anos, o Sindicato dos Bancários de Sorocaba e Região economiza água por meio da caixa de contenção, uma espécie de reservatório de captação da água da chuva que a armazena para uso do conjunto aquático.


De acordo com o presidente, o desejo é instalar uma cisterna para diminuir mais os custos e desperdícios. "A água cai pela calha e durante esse processo é armazenada pela caixa de contenção, que é ligada diretamente na piscina, onde é devidamente tratada. É importante que toda instituição ou empresa tenha consciência e dê exemplo”, afirma.


Diferente da caixa de contenção, a cisterna possui um filtro que eliminará mecanicamente impurezas e evita que a entrada de água agite seu conteúdo e suspenda partículas sólidas depositadas no fundo. Desta forma, mesmo não sendo potável, a água pode ser usada nas tarefas domésticas que mais consomem, como lavar os espaços internos.


A crise da Represa Itupararanga


Na última quinta-feira, 30, a Prefeitura de Sorocaba, Votorantim, Ibiúna, o Ministério Público (MP), o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) e a Câmara Municipal de Sorocaba, realizaram as vistoria na Represa de Itupararanga para constatar a situação do manancial e planejar ações de enfrentamento da crise hídrica.


De acordo com a prefeitura de Sorocaba, por meio do anúncio realizado pelo prefeito Rodrigo Manga, no dia 12 de janeiro serão anunciados os detalhes para o plano de racionamento de água na região. “A medida é inevitável, apesar de todas as ações já realizadas pela Administração Municipal, até o momento, e que têm garantido o pleno abastecimento. O Saae/Sorocaba tem pronto um modelo de racionamento, que, diferentemente do que já foi feito antes, em governos anteriores, abrangerá todas as regiões da cidade, sem distinções", afirma.


Apesar das chuvas das últimas semanas, a situação ainda é agravante e a represa está muito abaixo do valor mínimo. Segundo o promotor de Justiça, Antonio Domingues Farto Neto, a diminuição do volume pode ser constatada pela vegetação e pedras ao redor.


“As informações dão conta de que é o nível mais baixo da represa desde que as medições tiveram início, em 1929. Vamos dar apoio para que os municípios se unam e formem um consórcio para promover a vegetação do entorno da represa. Cada cidade da região precisa colaborar, realizando também outros tipos de ações preventivas”, conclui.


0 comentário