top of page

BC pretende mudar regras do Pix para evitar golpes e fraudes


Diante do aumento de fraudes e golpes com o Pix, o Banco Central pretende endurecer as regras de rastreio para coibir a utilização das chamadas “contas laranjas“, utilizadas por criminosos.


Em um fórum realizado em 22 de setembro, o grupo de trabalho de segurança, formado por participantes do mercado e secretariado pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), fez sugestões de aprimoramento de sistemas e regras do Pix.


De acordo com documento publicado na página do BC, uma das mudanças é a implementação da notificação automática da ramificação desses valores, quando o criminoso transfere imediatamente o valor enviado pela vítima para várias outras contas, dificultando o rastreio. O item foi incorporado à agenda prioritária do regulador.


A sugestão do grupo de trabalho prevê ainda que seja bloqueada até a quinta camada de ramificação e que haja registro de todas as operações realizadas em até 30 minutos após o recebimento do dinheiro, por exemplo.


Outra modificação, segundo a apresentação, é a inclusão do questionário de autoavaliação de aderência ao manual de segurança do Pix ao processo de adesão da instituição financeira ao sistema de pagamentos instantâneos. O próximo fórum será realizado em dezembro deste ano.

Comments


bottom of page