• juliana9986

Bancos insistem em cortar direitos - Campanha Nacional

A Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) não mudou o discurso na nona rodada de negociação com o Comando Nacional dos Bancários, visando renovar a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), realizada neste sábado (22 de agosto), por videoconferência.

A redução do percentual de gratificação de função, de 55% para 50%, proposta no dia 20, foi mantida. Quanto à PLR (Participação nos Lucros e Resultados), a Fenaban apresentou uma nova proposta, distante do atual modelo; a primeira (feita no dia 18) significava uma redução de até 48%.

Para amenizar o clima, os bancos sinalizaram que concordam em negociar o teletrabalho (home office). E mais: desistiram de acabar com a 13ª cesta alimentação, como proposto na sétima rodada (dia 20). Porém, não falaram nada sobre a correção dos salários. Na oitava rodada (dia 21) a Fenaban propôs ZERO de reajuste.

Mobilização: É hora de pressionar os bancos nas redes sociais, com postagens das hashtags #NãoMexeNaPLR e #NenhumDireitoAMenos.

CCT: Estará em vigor até o dia 31 deste mês de agosto; data-base da categoria: 1º de setembro.

Próxima rodada: Terça-feira, 25 de agosto.

0 comentário