top of page

Bancários do Santander aprovam aditivo que prorroga acordo de compensação de horas

Assembleias ocorreram nesta semana



Bancários do Santander e sindicatos aprovaram na última terça-feira (09), durante assembleias, o aditivo do Acordo Coletivo de Trabalho sobre a Compensação de Jornada de regime especial. O acordo foi assinado em agosto de 2020, e tem vigência do dia 1° de janeiro de 2021 a 31 de agosto de 2022.

O prazo inicial para compensação das horas negativas era janeiro de 2021.


Em razão da pandemia, a Comissão de Organização dos Empregados (COE) Santander negociou com o banco a prorrogação da acumulação das horas negativas e a sua compensação.


O banco por sua vez, concordou em assinar um novo Aditivo, adiando o início da compensação (de 2h por dia), de janeiro para março deste ano. O prazo para a compensação das horas para de 12 para 18 meses.


Banco de horas


As horas negativas referem-se às horas acumuladas desde o início da pandemia para quem não fez home office e não poderia ir trabalhar devido à comorbidades. Após negociação, as horas acumuladas passam a ser compensadas a partir de março de 2021. O documento está condicionado à análise futura das condições da pandemia de coronavírus, com a possibilidade de nova prorrogação.


O acordo inclui ampliação da compensação de 12 para 18 meses, com veto para desconto em folha de pagamento até que encerrado o prazo. Em caso de demissão sem justa causa ou aposentadoria, a proposta também prevê veto para o desconto das horas não compensadas.


"Após negociações do COE Santander com o Banco, finalmente chegamos a um consenso e aprovamos de modo que não seja prejudicial a nenhum funcionário. Nosso objetivo é celebrar acordos que valorizem e protejam os trabalhadores”, explica a representante da Feeb SP/MS na COE Santander, Ana Stela Lima.


FEEB SP/MS

Bình luận


bottom of page