Flex vai produzir respiradores e SMetal negocia medidas de prevenção


O Sindicato está em negociação com a Flex para garantir a saúde e segurança dos trabalhadores que estarão na linha de produção dos respiradores mecânicos; equipamento será utilizado em UTIs no combate ao Covid-19

A metalúrgica Flex, em Sorocaba, vai começar a produzir respiradores mecânicos para ajudar no enfrentamento do novo coronavírus (Covid-19). Para garantir a saúde e a segurança dos trabalhadores, o Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) está negociando com a empresa medidas de prevenção.

A empresa foi selecionada pelo Ministério da Saúde para produzir o equipamento, que será utilizado em Unidades de Terapia Intensivas (UTIs) em todo o Brasil, serviço essencial no combate à pandemia. Especialistas estimam que 5% dos infectados pelo coronavírus necessitam de internação em uma UTI.

Em contato recente com diretores da empresa, o SMetal solicitou algumas informações, como o número de metalúrgicos necessários para a produção dos respiradores, bem como a forma de seleção dos mesmos, entre outros dados. A entidade está negociando ainda que os demais funcionários entrem em férias coletivas, paralisando assim a produção de eletrônicos.

Segundo o vice-presidente do SMetal, Valdeci da Silva (Verdinho), a orientação da entidade à empresa é que os trabalhadores escolhidos para a produção dos respiradores não façam parte de qualquer grupo de risco. O Sindicato requer ainda que sejam tomadas todas as medidas necessárias de proteção aos que continuarão trabalhando, para que não haja riscos de contágio pelo novo coronavírus.

“Estamos acompanhando de perto as mudanças na fábrica para a produção do novo produto, essencial nesse momento de enfrentamento ao coronavírus, mas sempre tomando todas as ações necessárias, de forma responsável, para proteger os trabalhadores, seguindo as orientações dos órgãos de saúde”, afirma.

A entidade orienta também os trabalhadores que possuem membros da família em grupo de risco ou com suspeita da doença, ou mesmo outras dificuldades,que apresentem essas condições ao atendimento médico da empresa, para que sejam liberados o mais rápido possível.

“Não tenham medo de retaliações, a saúde dos trabalhadores e seus familiares estão em primeiro lugar e isso já foi negociado pelo Sindicato com a empresa”, explica o dirigente sindical Adilson Faustino (Carpinha).

O Sindicato está atento aos pedidos dos trabalhadores que chegam pelos membros do Comitê Sindical da Flex e outros meios de comunicação do SMetal e negociando medidas que atendam às reivindicações.

Para denúncias e dúvidas, o trabalhador e trabalhadora da categoria pode entrar em contato de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 12h e das 13h30 às 18h, pelos telefones (15) 3334-5400 e (15) 99697-3915 (WhatsApp), ou online, pelo ‘Denuncie’, no Portal SMetal.

SMetal

#sindnews

Posts recentes

Ver tudo

Seguir:

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo