• Sindicato dos Bancários

Petrobras transfere funcionários de seis cidades para o Rio


Mudança da área de exploração de seis cidades ocorrerá até fim de 2020

Funcionários da divisão de exploração da Petrobras distribuídos em seis cidades serão transferidos para o Rio em 2020. Os trabalhadores estão em áreas de campos terrestres em Santos, Salvador, Aracaju, Manaus, Natal e Vitória.

Na sexta (5), Mario Carminatti, gerente-executivo de exploração, comunicou executivos da área no edifício Senado, na capital fluminense. Nesta segunda (8), funcionários começaram a ser avisados.

A estatal não informa quantos serão os afetados.

Reação Apesar de esperada por líderes sindicais, a mudança deve gerar resistência. Trabalhadores do Espírito Santo e da Bahia devem buscar negociações com a gerência.

Outro lado A Petrobras diz que decidiu pela centralização no Rio porque a concentração dos profissionais de geologia e geofísica “garantirá maior robustez aos projetos exploratórios”.

Reorganização A companhia informou que a reorganização foi aprovada em 2016 pelo conselho de administração e que o processo será “gradual” e “concluído em 2020”.

Enxuta Em fevereiro, o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse que a empresa está em processo de fechamento de escritórios em Nova York, África, Irã e Japão para cortar custos. A empresa também decidiu desmobilizar sua sede administrativa em São Paulo.

Laboratório O Lollapalooza serviu de palco para Skol, Doritos e Adidastestarem produtos ou gerarem publicidade para itens recém-lançados, como uma nova bebida ou um tênis com cores inéditas.

Zap A Coca-Cola coletou cerca de mil WhatsApps de jovens que fizeram videoclipes no espaço da marca. Também distribuiu 18 mil garrafas do seu refrigerante sem açúcar, um dia chamado de Coca Zero.

Selfie Já a Samsung registrou 26.966 rostos de pessoas que toparam tirar fotos nos celulares da marca disponíveis na roda gigante do Lolla.

Canteiro vazio Cerca de 1.400 obras de infraestrutura do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) estão paradas no Brasil, segundo a Cbic (câmara da construção), o Senai e a consultoria Brain. Entre as causas estão pendências de engenharia, de licitação e de pagamento.

Escalação O fracasso do presidente Jair Bolsonaro na escolha deRicardo Vélez para ministro da Educação é um percalço compreensível, na opinião de um grande empresário do setor petroquímico. Na iniciativa privada, ele diz, também é difícil escalar bons diretores em uma tacada só.

Vai começar... Pode estar perto de um recomeço a velha disputa entre a Receita Federal —que pede que seus servidores não sejam inspecionados antes de circular pelas áreas restritas dos aeroportos— e a Anac, que determina a vistoria de todos, exceto policiais federais.

...tudo de novo O governo pacificou o tema em fevereiro liberando a Receita da vistoria, mas uma audiência pública encerrada neste domingo (7) na Anac retomou o assunto. No auge da disputa, em dezembro, houve atraso na movimentação de cargas e na liberação de bagagem.

#sindnews

Seguir:

9 9784-7687

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo