top of page

Sindicato fecha agência do Itaú que promoveu demissão injusta


Agência ficou fechada na segunda e terça-feira, após banco negar reintegração de trabalhadoras demitidas doentes e com idade próxima de aposentadoria

O Sindicato dos Bancários de São Paulo fechou a agência do Itaú, no Shopping Center Norte, que promoveu na semana anterior demissões de bancárias que estavam próximas à idade de se aposentar e com mais de 26 anos de casa.

Em contato com o banco, reforçando o caráter desumano das demissões, o Sindicato pediu a reintegração das trabalhadoras, pedido negado pelo Itaú.

Após a negativa, dirigentes sindicais fecharam a unidade, em protesto contra a “meritocracia” defendida pelo Itaú, que tem desligado da instituição trabalhadores que dedicaram suas vidas a empresa.

“É sabido que o banco tem estratégia para o longo prazo, enquanto os bancários não tem estratégia para o dia seguinte. Os bancários precisam ter estratégias para manter seu emprego, pois o histórico tem mostrado que não há a nenhum respeito com o trabalhador”, afirma a dirigente sindical e funcionária do Itaú, Márcia Basqueira.

Ela alerta para que o trabalhador que tenha avaliações negativas no programa Trilhas e Carreiras fique atento e busque orientação, porque na terceira avaliação semelhante (crítica no L inferior) o bancário é desligado do banco, segundo os critérios pouco objetivos do Itaú em avaliar a “meritocracia”.

A atividade teve uma ampla aceitação pelos outros funcionários e também pela população, que se mostrou indignada com as demissões.

O Sindicato segue em diálogo com as trabalhadoras, que devem buscar reintegração ao trabalho, seja por meio do auxílio doença ou por via judicial.

SEEB SP

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page