Lucro do Banco Mercantil do Brasil dispara em 2016


O Banco Mercantil do Brasil teve lucro líquido de R$ 13,1 milhões em 2016, o que representa um aumento de 219,5% ante os R$ 4,1 milhões registrados no ano anterior.

O banco recebeu, no ano passado, um aporte de capital da Codemig, empresa do governo de Minas Gerais, por meio de uma oferta pública restrita de ações. A operação, somando o investimento de R$ 43 milhões do próprio Mercantil, movimentou R$ 190 milhões e está em fase de homologação pelo Banco Central (BC). Com o aumento de capital, o patrimônio líquido do banco encerrou 2016 em R$ 260,2 milhões.

O índice de Basileia, que mede a capacidade de um banco emprestar em relação a seu capital, ficou em 14,60%, ante 13,68% em 2015, e acima do mínimo requerido pelo BC.

As operações de crédito somaram R$ 3,3 milhões, ante R$ 15,4 milhões de dezembro de 2015. Como não houve atrasos superiores a 90 dias, o banco não teve que fazer provisão para créditos com liquidação duvidosa (PDD).

No ano passado, o Mercantil atuou pela primeira vez na estruturação de uma emissão no mercado de dívida local, em uma operação de captação de R$ 140 milhões via debêntures colocadas com esforços restritos.

No quarto trimestre, em conjunto com outra instituição financeira, a subsidiária BMI iniciou o processo de coordenação e estruturação de outra emissão de debêntures, no valor de R$ 34 milhões, também sob o regime de esforços restritos. A expectativa é que a operação seja liquidada no primeiro trimestre deste ano.

O banco tem como estratégia a prestação de serviços de assessoria em fusões e aquisições, emissões de títulos no mercado de capitais e project finance para empresas com atuação em Minas Gerais.

Fonte: Valor

#mercantil

0 comentário