Uma história de Lutas e Conquistas

No dia 24 de abril de 1961, o Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Sorocaba e Região era fundado.

 

No transcorrer desse período, nossa categoria passou por diversas situações, conquistou novos objetivos e direitos, apareceu com destaque no cenário nacional, disputou várias lutas com os detentores do poder de nosso país e soube tirar vantagens.

 

O Sindicato dos Bancários de Sorocaba e região, tinha a preocupação com o militarismo, que perseguia os sindicalistas, taxando-os de comunistas, na época considerados “marginais” com carteira assinada. Mas, como nossa categoria nunca teve fama de arruaceiros e como sempre foi bem vista pela sociedade, não tivemos registros de maiores perseguições ou problemas com autoridades mantenedoras da lei e da ordem.

 

São inúmeras nossas conquistas trabalhistas, das quais destacamos a jornada de trabalho de 6 horas, o descanso de 10 minutos a cada hora trabalhada para digitadores, o FGTS para todos os trabalhadores, o adiantamento do 13º salário, a conquista da data-base para 1º de setembro, horas extras, ticket, auxílio-creche/babá, 40% nas verbas do FGTS em caso de demissão, auxílio-desemprego, acréscimo de 1/3 nas férias, auxílio-médico/dental, PLR, dentre outras.

 

Efetivamente, a partir dos anos 80, as atividades sindicais bancárias tiveram um grande impulso em Sorocaba e Região, com o aparecimento de sindicalistas que se candidataram a cargos políticos, seguindo exemplos daquilo que se estendia pelo país afora.

No ano de 1985, nossa base territorial tinha aproximadamente 13 mil bancários e foi neste ano que registramos a greve de maior significado para a categoria, quando a paralisação dos trabalhadores foi total, mostrando que diante da irredutibilidade dos banqueiros em melhorar as condições de trabalho, a paralisação foi a última saída e, consecutivamente, nossas conquistas foram muito importantes. Durante anos, perseguimos um melhor padrão de trabalho, procurando auxiliar os bancários com os amparos legais, tornando nossa convenção coletiva um atrativo para outra categorias que espelhavam-se em nossas conquistas, tentando levar para outros trabalhadores os benefícios por nós conquistados.

Nossa categoria teve a oportunidade de presenciar no quadro funcional dos bancos, vários profissionais de outras áreas, como engenheiros, advogados, dentistas, que trocavam suas antigas profissões pelo trabalho bancário que rendia status social e melhores salários. Outras categorias de trabalhadores como metalúrgicos, comerciários, eletricitários, ferroviários, também engrossaram a lista de bancários aos milhares, que passaram pelas diversas agências bancárias de nossa base territorial.

 

Em 1981, construímos nossa sede esportiva que, a princípio, nasceu apenas com a quadra coberta (ginásio de esportes) e logo foi crescendo, com a construção das piscinas (adulto e infantil), saunas (masculina e feminina), salão de festas, salão de jogos, sala de musculação, quadra de areia, churrasqueiras e muito mais.

Nos anos 90, a truculência acentuou-se ainda mais. As antigas greves e paralisações perderam o sentido, o que obrigou o movimento sindical a tomar novas atitudes, deixando de retirar os trabalhadores de suas agências, passando a mobilizar a categoria de forma regionalizada. Paralisações específicas, em grandes centros financeiros, foram atividades mais comumente organizadas pelos sindicalistas, que passaram a juntar forças dentro da própria categoria, unindo vários sindicatos para conseguir uma atividade de maior proporção. Prova desse trabalho, foram as paralisações da matriz do banco Bradesco em Osasco (Cidade de Deus) e também no grande centro do Rio de Janeiro, ponto de partida para os acordos salariais da categoria em seus respectivos anos.

Em todos os manifestos, o Sindicato dos Bancários de Sorocaba e Região esteve presente, representado por seu presidente e diretores, que sempre contribuíram com a realização de todos os eventos em prol da melhoria das condições de trabalho e salarial dos bancários.

 

As paralisações por agência bancária também foram uma saída para as reivindicações da categoria, pois, quando alguma coisa estava errada em um determinado banco, a orientação sindical era a de paralisar as atividades daquele banco, agilizando as providências a serem tomadas por parte dos banqueiros.

Uma outra dificuldade enfrentada pela categoria nos anos 90, foi a compra e venda de vários bancos, o que dificultou ainda mais as negociações entre as partes patronal e trabalhadora. Bancos como Bamerindus, Nacional, Econômico, Excel, Francês e Brasileiro, Boavista, Sudameris, BCN, Credireal, Geral, Noroeste, Bandeirantes, foram negociados e o Banespa (o mais importante banco do estado de São Paulo) também foi privatizado.

Nos últimos anos, os bancos se modernizaram, melhoraram suas instalações, equiparam-se com maquinários inteligentes (que pagam, fazem talões de cheques, recebem pagamentos), mudaram suas mobílias, deixando-as adaptadas aos trabalhadores, colocaram filmadoras e portas automáticas nas agências, acompanhando a evolução da tecnologia mundial.

 

Enfim, em épocas difíceis como a que vive a nossa categoria e a economia brasileira, o Sindicato dos Bancários de Sorocaba e Região trabalha com coragem, com atitudes firmes, de posicionamentos corretos e esclarecedores, lutando por aquilo que é direito, que foi conquistado pelos bancários, mantendo a categoria unida e estando à frente dos trabalhadores nas situações mais importantes para a categoria.

Estamos investindo no ensino e na instrução do trabalhador bancário, como formação, graduação, pós-graduação na FGV, ANBID CPA-10 e CPA-20, parcerias com ESAMC, UNISO, UNIESP, ANHANGUERA, PITAGORAS, cursos qualificatorios, todos com descontos especiais para os associados e seus dependentes.

 

Vamos manter essa chama sempre acesa, sendo parte dessa história juntos com todos os demais bancários. A sindicalização dos bancários ao Sindicato faz a categoria mais forte e unida.

 

Júlio César Machado

Presidente

Seguir:

9 9784-7687

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo