top of page

Santander é condenado após ocultar informações sobre programa de apoio ao emprego


Por decisão de segunda instância, no interior de São Paulo, foi confirmada a condenação do banco Santander por ocultar informações solicitadas pelo Ministério Público do Trabalho.


Assim, o Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (TRT-15, com sede em Campinas) confirmou sentença proferida pela 4ª Vara do Trabalho determinando que o Santander apresente informações e documentos requisitados para os autos de um inquérito civil.


O inquérito “investiga a conduta dos maiores bancos comerciais do país por seu papel na concessão de linhas de crédito público para pequenas empresas, com a finalidade de preservar empregos durante a pandemia”.


O TRT fixou multa de R$ 150 mil/dia para o caso de descumprimento da decisão.



Comentarios


bottom of page