• juliana9986

São Paulo quer cortar benefício fiscal de banco para ajudar na pandemia

Projeto liderado por Eduardo Tuma visa elevar ISS de 2% para 5% para setores financeiros


O presidente da Câmara Municipal de São Paulo, Eduardo Tuma (PSDB), lidera a autoria de um projeto para suspender o benefício fiscal de ISS (Imposto Sobre Serviços) oferecido a setores financeiros na cidade. Pela medida, a alíquota de 2% cobrada deles subiria para 5% em 2020 e 4% em 2021, devolvendo o benefício em 2022. Segundo a comissão de finanças da casa, que elaborou a proposta, o recurso ajudará o município a atravessar a crise.


Folha de SP

Seguir:

9 9784-7687

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo