• juliana9986

Proposta econômica dos bancos deve ser apresentada dia 18

O Comando Nacional dos Bancários, que representa os sindicatos de trabalhadores, e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) se reuniram nesta sexta-feira (14 de agosto), por videoconferência, para negociar as cláusulas sociais e econômicas da nova Convenção Coletiva de Trabalho (CCT); a atual perde validade no próximo dia 31.

Entre as propostas apresentadas pelo Comando nesta quinta rodada de negociação, reposição da inflação registrada entre os meses de setembro e 2019 e agosto deste ano, mais 5% de aumento real, aumento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR), dos vales alimentação, refeição e auxílios creche/babá. E mais: Plano de Cargos e Salários, suspensão da terceirização, comissão bipartite para discutir as mudanças tecnológicas, isenção de tarifas para os bancários, e indenização adicional para coibir demissões imotivadas. Os bancos assumiram compromisso de apresentar as respostas às reivindicações na sexta rodada, que será realizada no dia 18 (terça-feira). Opinião Para o presidente do Sindicato, Lourival Rodrigues, que participou da videoconferência, a choradeira dos bancos continua. “A Fenaban culpou a pandemia pela queda na lucratividade. Os sindicatos desmontaram esse argumento, mostrando que os lucros permanecem altos e a redução foi em decorrência do aumento da PDD (provisão para possíveis calotes)”. Mobilização: A Campanha entra numa fase decisiva; a data-base é 1º de setembro. “O momento exige mobilização, envolvimento da categoria. Portanto, é fundamental participar dos tuitaços, postar mensagens nas redes sociais. Mostrar insatisfação contra o discurso dos bancos, que só querem reduzir direitos e postos de trabalho”, avalia o presidente do Sindicato.

SEEB Campinas

Seguir:

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo