top of page

Maioria das vítimas de crimes financeiros são pessoas acima dos 60 anos e Febraban orienta


Mais da metade dos casos de violência patrimonial e financeira foi praticada contra pessoas idosas acima de 60 anos, no Brasil. Os números são da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos, que registrou 12 mil denúncias desse tipo de violência contra pessoas idosas, entre janeiro e a primeira semana de julho, deste ano.

Ao todo, foram 22 mil denúncias de violência patrimonial e financeira, no primeiro semestre.


Somando casos como este e os que ocorrem via celulares e computadores, a Febraban, Federação Brasileira de Bancos, registrou um aumento de 60% nas tentativas de golpes financeiros contra pessoas idosas, em 2020, devido ao aumento do uso de equipamentos com internet, na pandemia.

A Febraban orienta a qualquer pessoa, jamais deixar o número de telefone visível nas redes sociais, nunca compartilhar o código de autenticação do whatsapp, não passar senha de bancos a contatos pelo telefone, nem clicar em links suspeitos com promoções tentadoras e manter celular e computador protegidos de vírus.

コメント


bottom of page