top of page

As demissões e o fechamento de agências estão afetando o atendimento presencial nos bancos?




É comum se deparar com clientes reclamando sobre o tempo de espera para ser atendido em agências bancárias, inclusive, a Lei Municipal nº 7391, publicada em 2005 e alterada em 2022, respalda o cliente em casos de demora no atendimento em Sorocaba.


A Lei diz que o tempo máximo para ser atendido nos caixas ou caixas eletrônicos deve ser de 15 minutos em dias normais e de 30 minutos na véspera ou após feriados prolongados, e no dia de pagamentos dos funcionários públicos municipais, estaduais e federais.


Já para atendimento nas mesas, o tempo máximo de espera em dias normais é de 30 minutos, e de 45 minutos em outras ocasiões, como já citado acima.


O cliente que desejar realizar uma reclamação sobre este fator deve entrar em contato com o PROCON de Sorocaba e o banco pode ser multado pelo descumprimento da Lei.


Porém, agora vamos falar de fatores que podem ser a causa de um atendimento mais demorado, visto que acompanhamos diariamente os bancos demitindo funcionários e fechando agências, alegando que a demanda está migrando, consideravelmente, para o digital.


Existe uma demanda forte no digital, realmente. Mas se não existisse uma alta demanda em agências físicas, não teríamos acesso a esse tipo de reclamação.


Uma agência com poucos funcionários, ou que está atendendo clientes que vieram de outro local após o fechamento acaba tendo uma sobrecarga que afeta o bem-estar do bancário e dos clientes também.


Sendo assim, gostaríamos de de ressaltar que o tempo de espera elevado em agências, não somente de Sorocaba, mas de toda a região, também é reflexo de decisões dos bancos, que visam apenas o lucro dos mesmos.


Nós do Sindicato dos Bancários de Sorocaba e Região estamos à disposição para qualquer tipo de orientação, sempre priorizando o bem-estar do trabalhador bancário.



Comments


bottom of page