Fiesp posterga reunião com centrais sindicais para tratar do coronavírus


Reunião deve acontecer ainda nesta semana, segundo a federação

A reunião virtual das centrais sindicais marcada pela Fiesp para esta segunda (30), nos moldes dos encontros realizados com Bolsonaro e com Dias Toffoli nas duas últimas semanas, foi postergada e deve acontecer ainda nesta semana. Neste sábado (28), foi o ministro Paulo Guedes quem participou de videoconferência com empresários na Fiesp.

Grandes fortunas Aos empresários, Guedes disse que rejeita a ideia que tramita na Câmara para obrigar companhias com patrimônio líquido acima de R$ 1 bilhão a emprestar dinheiro ao governo para ajudar no combate ao coronavírus.

Isso não O ministro rejeitou a taxação das empresas bilionárias justificando que o governo está injetando liquidez na economia, portanto, agora não é hora de elevar impostos. A medida também dificultaria a retomada dos investimentos para escapar da recessão, segundo a explicação de Guedes.

Cofre Além do projeto de empréstimo compulsório para empresas bilionárias, do deputado Wellington Roberto (PL-PB), Elias Vaz (PSB-GO) também apresentou um texto que obrigaria os próprios bilionários a emprestar ao governo durante a calamidade.

Papel Segundo relatos de empresários que participaram da reunião da Fiesp, Guedes também falou das dificuldades burocráticas em fazer a ajuda do governo chegar às mãos dos informais, o que poderia levar ainda duas semanas, e citou a criação de 12 grupos de monitoramento setoriais, que enviaram mais de 700 pleitos, já divididos em questões trabalhistas, tributárias, regulatórias e de crédito.

Folha de SP

#sindnews

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo