Cronograma do ‘open banking’ é desafio para bancos e fintechs


BC estabeleceu que instituições implantem todas as fases do "open banking" até o fim do ano que vem

Bancos e fintechs consideram apertado o cronograma estabelecido pelo Banco Central (BC) para implantar todas as fases do “open banking” até o fim do ano que vem, e há quem defenda uma ampliação dos prazos.

O maior desafio, afirmam fontes próximas às instituições financeiras tradicionais e às novatas, não é cumprir a primeira etapa, prevista para o segundo semestre deste ano, quando começa a valer o compartilhamento de dados sobre canais, produtos e serviços. A questão, segundo esses interlocutores, é entregar a tempo as fases seguintes, que preveem troca de informações sobre cadastro de clientes, produtos e serviços e, por último, transações.

“O ‘open-data’ de produtos é algo mais simples de ser feito, mas o processo vai ficando mais complexo com o passar do tempo, como por exemplo a inclusão de informações transacionais, que requerem mais segurança”, diz interlocutor próximo aos bancos.

O cronograma proposto pelo BC consta da minuta da regulamentação, que fica em consulta pública até hoje. Os grandes bancos e as principais fintechs ainda não haviam se manifestado ontem à noite, e devem apresentar suas contribuições hoje. Algumas instituições devem questionar os prazos intermediários, apurou o Valor.

Fonte: valorinveste

#sindnews

Posts recentes

Ver tudo

Seguir:

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo