BNDES empresta R$ 38 bilhões de janeiro a setembro, queda de 13%


Em 12 meses, desembolsos do banco público somam R$ 63,8 bilhões, número estável na comparação com um ano antes.

Os empréstimos concedidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Socioeconômico (BNDES) somaram R$ 38 bilhões de janeiro a setembro de 2019, queda de 13% na comparação com os 9 primeiros meses do ano passado, divulgou o banco nesta quinta-feira (23).

Em 12 meses, o valor desembolsado chega a R$ 63,8 bilhões, estável em relação a um ano antes.

Já as aprovações de novos financiamentos nos três primeiros trimestres do ano chegaram a R$ 32,3 bilhões, queda de 35% sobre o mesmo período de 2018. Considerando 12 meses, a quantia soma R$ 77,4 bilhões, alta de 4% na comparação anual.

Infraestrutura lidera

O setor de infraestrutura foi o que mais recebeu recursos do banco nos nove primeiros meses do ano, com R$ 17,4 bilhões, ou 45,6% do total. Esse dinheiro foi principalmente para projetos de energia elétrica (22,4%) e transportes (20,7%). O segmento de agropecuária levou R$ 10,2 bilhões (26,8%).

A maior parte (50,7%) dos empréstimos do banco de janeiro a setembro foi concedida a pequenas e médias empresas. Foi a maior participação do grupo nos financiamentos do banco para o período desde 1995.

Norte ganha destaque

No recorte por região, os empréstimos para a região Norte quase dobraram (alta de 97%) de janeiro a setembro, na comparação com igual período do ano anterior, impulsionados por projetos de energia. O volume, porém, ainda é pequeno, de R$ 2,2 bilhões, o que representa 5,8% do total.

A região Sudeste foi a que mais recebeu recursos do banco R$ 14,9 bilhões, 39,3% do total liberado, o que significa queda de 14,3% sobre os nove primeiros meses de 2018. Na sequência vem a região Sul, com R$ 10,8 bilhões, 28,4% do total, e alta de 1%.

A região Nordeste tomou R$ 5,4 bilhões (14,3% do total, e queda de 17%) e a região Centro-Oeste recebeu R$ 4,7 bilhões (12,3% do total, e queda de 38%).

G1

#sindnews

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo