BANCO DO BRASIL DESCUMPRE O PACTUADO COM O MOVIMENTO SINDICAL – REMOÇÃO FORA DA PRAÇA


O Sindicato dos Bancários de Sorocaba e Região fez uma reunião emergencial com os funcionários do Banco do Brasil, dia 17 de outubro, em sua sede, para tratar das remoções fora de praça que o banco vem fazendo com seus funcionários. A reunião teve a presença da diretora da entidade e funcionária do Banco do Brasil, Sonia Regina Del’Amo; da Presidente da Comissão de empresa do BB, Elisa Ferreira; e do Dr. Fernando José Hirsch, da LBS advogados – que presta assessoria jurídica para o sindicato – que é especialista em Direito do Trabalho, Direito Sindical e Direito Coletivo do Trabalho.

O Banco do Brasil sempre removeu compulsoriamente os bancários respeitando o pactuado com o movimento sindical de respeitar a mesma praça.

No entanto, no dia 11/10/2019, o banco excluiu o item 2.1.4 da redação da IN 368-2 – Movimentação Pessoal (item 2.1.4) que exigia a remoção na mesma praça. Na sequência informou que existem quase 600 excedentes no país, que serão removidos compulsoriamente fora da praça, afetando aproximadamente 20 trabalhadores na base territorial do sindicato.

O Sindicato dos Bancários de Sorocaba e sua assessoria jurídica realizaram reunião de urgência (dia 17/10/2019) com os bancários afetados e decidiram discutir judicialmente de forma coletiva e com pedido liminar a nulidade das remoções fora da praça, com fundamento na Súmula 51, I do Tribunal Superior do Trabalho.

“Tendo em vista que o acordo com as entidades sindicais (Comissão de Empresa) não foi cumprido pelo Banco do Brasil e a vídeo conferência não surtiu resultado positivo, prevalecendo a remoção compulsória, resolvemos fazer essa reunião para orientação dos bancários afetados. Nos próximos dias atualizaremos sobre a decisão do judiciário”, diz Sonia.

SEEB Sorocaba

#bb

Seguir:

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo