Servidores de órgão de segurança do trabalho reclamam de falta de recursos


Presidente da Fundacentro diz que instituição busca fazer bom uso do dinheiro público

Unidos Pesquisadores da Fundacentro, órgão ligado ao ministério da Economia que trata de segurança do trabalho, estão buscando ajuda de sindicatos para apontar o que chamam de desmonte.

Queixas Reclamam de demora na renovação de contratos de manutenção, cortes de terceirizados e falta de dinheiro para combustível. Também relatam mais burocracia para atuar fora da instituição e redução de prazos de trabalho.

Enxuto Segundo Felipe Portela, presidente da Fundacentro, desde o começo do ano, a instituição atua na modernização de suas atividades para reduzir gastos, se adequar às restrições orçamentárias e fazer bom uso do dinheiro público.

Menor O orçamento da Fundacentro, que foi de R$ 133 milhões em 2016, passou para R$ 110,6 milhões em 2019, segundo o Portal da Transparência.

Folha de SP

#sindnews

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo