UGT fortalece manifestações em repúdio a reforma da previdência e em defesa da seguridade social


Nesta sexta-feira (22), em diversas regiões do Brasil, trabalhadores e trabalhadoras das mais várias categorias profissionais ocuparam as ruas para protestar contra a reforma da previdência proposta pelo governo federal. O ato unitário organizado pelas centrais sindicais, contou com a adesão espontânea de milhares de pessoas e o apoio de partidos políticos e movimentos sociais.

A União Geral dos Trabalhadores (UGT) participou ativamente das ações em todos os estados da federação. Em São Paulo, a concentração aconteceu no Vão Livre do MASP, na Avenida Paulista, e reunião cerca de 60 mil pessoas.

Josimar Andrade, diretor do Sindicato dos Comerciários de SP, esteve no ato e ressaltou que o é fundamental essa união entre os movimentos sociais e sindicais para mostrar a força da população, que neste momento está enfrentando diversas dificuldades, principalmente com a retirada de direitos historicamente conquistados.

O ato, que foi uma ação pacífica do início ao fim teve, além dos discursos políticos em defesa da previdência e da seguridade social, um grande ato ecumênico em memória das vítimas do massacre na escola em Suzano, ocorrido em 13 de março. Estendendo uma grande bandeira pedindo paz, um pastor evangélico, um padre e um representante de religiões africanas foram unânimes ao pregar que o Brasil precisa passar por uma revolução educacional, por meio de livros e não por armas.

Diretoria Executiva da CONTEC

#sindnews

Posts recentes

Ver tudo

Seguir:

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo