Apostas para alta de juros pelo BCE são adiadas para fim de 2020


LONDRES (Reuters) - Investidores adiaram suas expectativas para a alta nas taxas de juros da zona do euro para o final de 2020, de meados de 2020, em um sinal de que o Banco Central Europeu terá que manter as taxas baixas por mais tempo do que até mesmo o banco espera.

PUBLICIDADE

Também havia ceticismo de que o BCE será capaz de impulsionar a inflação na direção de sua meta de longo prazo de 2 por cento, com uma medida importante das expectativas de inflação no bloco monetário atingindo mínima de duas semanas nesta sexta-feira.

Na quinta-feira o BCE adiou o momento de sua primeira alta de juros pós-crise até 2020, cortou as estimativas de crescimento e inflação e ofereceu aos bancos um novo conjunto de empréstimos baratos para sustentar o crescimento econômico.

Mas investidores não acreditam que o BCE será capaz de atingir essa meta e adiaram suas expectativas sobre uma alta dos juros mais ainda à frente no futuro.

A diferença entre as taxas de juros overnight e Eonia futura -- juros entre bancos para a zona do euro que fornecem alguma indicação de como os investidores veem a trajetória dos juros pelo BCE-- indica que uma alta de 0,10 ponto percentual é agora totalmente precificada somente para o final de 2020.

Antes da reunião de quinta-feira, a indicação era de meados de 2020.

R7

#sindnews

Posts recentes

Ver tudo

Seguir:

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo