Previdência privada perdeu mais de 200 mil participantes em 2018


Segundo dados da FenaPrevi, além dos 13,1 milhões de contribuintes, a captação entre clientes ativos caiu mais de 30%

Um levantamento feito pela Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi), mostrou que os fundos previdenciários privados encerraram o ano com 13,1 milhões de contribuintes, o que representa 224 mil participantes a menos em relação à 2017. Além disso, o montante adquirido com os clientes ativos também caiu cerca de 30%.

Como fatores que influenciaram o movimento, e que puderam ser observados no cotidiano de pessoas físicas e planos empresariais, estão a queda do juro básico no Brasil, que diminuiu a atratividade do segmento, e a insegurança gerada pelas eleições.

A captação líquida foi de R$39,5 bilhões, valor 30,64% inferior à de 2017, como reflexo da contração econômica. Este foi o pior indicador desde 2013, quando o setor também sentia impactos de volatilidade financeira.

“No ano passado, o desemprego não teve a melhora que se apontava. Foi um ano eleitoral com uma série de incertezas e a economia ainda com uma recuperação muito lenta. O sistema como um todo se mostrou resiliente frente a este cenário, com reservas crescentes” disse Jorge Nasser, presidente da FenaPrevi e do Bradesco Vida e Previdência.

Apesar destas quedas, os fundos privados registraram crescimento de 10,54% em suas reservas, totalizando R$836 bilhões. Vale ressaltar, que este saldo nos últimos cinco anos teve expansão de cerca de 12% ao ano.

Com informações da Agência Estado

#sindnews

Posts recentes

Ver tudo

Seguir:

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo