Bancária do Banco Bradesco é reintegrada após 05 anos de afastamento


No último dia 04 de fevereiro, a bancária Luciana Helena Moretti Melo, foi reintegrada às suas funções no banco Bradesco, na agência em Santa Isabel, em cumprimento à sentença proferida na reclamação trabalhista proposta pelo departamento jurídico do sindicato contra o banco Bradesco.

A bancária, dispensada em 01 de novembro de 2013, encontrava-se em tratamento de saúde com diagnóstico de “Sindrome de Burnout” (estresse excessivo e crônico provocado por esgotamento físico e mental decorrente do trabalho).

O diagnóstico foi confirmado no laudo pericial elaborado por perito judicial que reconheceu o nexo causal entre a patologia, decorrente de assédio moral sofrido e as condições de trabalho da autora, o que também foi confirmado através das testemunhas em audiência.

Assim, após cinco anos de tramitação do processo, o Juiz da 1ª Vara do Trabalho de Jacareí/SP, Dr. Orlando Amâncio Taveira, reconheceu o direito da bancária, tornando sem efeito a dispensa ocorrida, determinando sua imediata reintegração e condenando o banco no pagamento de todos os salários e benefícios do período de afastamento, além de danos morais fixados em R$ 50.000,00.

Em razão da confirmação de doença do trabalho, a sentença garantiu também à bancária a estabilidade no emprego por 12 meses a partir da reintegração. “Trata-se de decisão inédita que, além de confirmar a injusta dispensa da bancária, reconhecendo a nulidade do ato, determinou sua reintegração após 05 anos da demissão, com o pagamento de salários e benefícios de todo o período, indenização por danos morais sofridos, além de lhe garantir a estabilidade por 12 meses após o retorno”, informa a Dra. Célia Mara Machado Scarpel, advogada do Sindicato.

SEEB São José dos Campos

#bradesco

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo