Empresas jovens e pequenas criam mais empregos estáveis no Brasil


Empresas que empregam menos de 50 funcionários e têm menos de 10 anos são as que concentram os índices mais elevados de emprego estável no Brasil, segundo estudo da Universidade do Alabama, nos Estados Unidos.

A pesquisa analisou dados da Relação Anual de Informações Sociais entre 2004 a 2013 e verificou a volatilidade de vagas (trocas de funcionários) pelas companhias, que foram separadas por idade, número de empregados e setor.

Esses pequenos negócios jovens são os que mais contratam e demitem no país.

São essas empresas, porém, as que geram 28% dos postos em que o trabalhador fica por ao menos três anos, contra 26% das corporações com mais de 500 contratados e mais de 10 anos de idade, segundo Peter Brummund, um dos autores.

“A parcela de firmas menores no Brasil é bem alta e maior que a observada em países da Europa, talvez pelo desenho do sistema tributário”, diz.

“Elas dependem mais de seus empregados e retêm o primeiro ciclo de trabalhadores. Além disso, têm incentivos fiscais para não crescer, como o Simples”, afirma Daniel Duque, da FGV.

Folha de SP

#sindnews

Posts recentes

Ver tudo

Seguir:

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo