ESTABILIDADES PROVISÓRIAS DE EMPREGO (GESTANTE E PAI)


Clausula 27 - Constam em nossa convenção coletiva (CCT) as seguintes estabilidades, que devem ser observadas pela categoria bancária.

Segue:

Gestante – Desde a gravidez, até 60 dias após o término da licença maternidade;

Aborto – A gestante, por 60 dias, em caso de aborto comprovado por atestado médico;

Pai – Por 60 dias após o nascimento do filho, desde que a certidão respectiva tenha sido entregue ao banco no prazo máximo de 15 dias, contados do nascimento.

Mas atenção! É importante que a bancária (mãe) ou bancário (pai) que estiver nessa situação ENVIE CARTA AO BANCO comunicando que se encontra nessa estabilidade, para que não seja demitido (a) por desconhecimento do banco. Pois uma vez que o funcionário é demitido, não é reintegrado mais, mesmo que apresente carta. Reivindique os seus direitos, fique atento!

SEEB Sorocaba

#sindnews

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo