• Sindicato dos Bancários

Após liquidação de banco, contas da Neon vão para Banco Votorantim


Serviços da fintech haviam sido suspensos após intervenção do BC no Banco Neon

O Banco Votorantim vai assumir os serviços de custódia e movimentação das contas da Neon Pagamentos, anunciaram as empresas nesta segunda-feira (7).

O Banco Neon, que teve sua liquidação extrajudicial decretada pelo Banco Central na sexta (4), era o responsável anterior por esses serviços. Com a liquidação, porém, o banco teve suas atividades interrompidas, e as contas digitais da Neon Pagamentos haviam sido suspensas, bem como recargas e novas emissões de cartões pré-pagos.

Em nota, o Banco Votorantim diz que vai trabalhar em conjunto com a fintech "para o restabelecimento integral de todas as suas atividades o mais rápido possível."

No comunicado, Gabriel Ferreira, diretor do Banco Votorantim, afirma que a instituição está confiante de que a parceria será "um importante passo em nossa estratégia de diversificação de negócios e transformação digital."

Pedro Conrade, fundador e presidente da Neon Pagamentos, diz que o Banco Votorantim é uma instituição "sólida, ágil e em plena transformação digital."

"Após o pleno restabelecimento das nossas atividades, vamos explorar, juntos, sinergias em novos produtos e serviços", afirmou.

1 9

Startups financeiras
Fintech é um termo em inglês que une as palavras "financial" (financeiro) e a abreviação de "technology" (tecnologia). São jovens empresas do setor financeiro (startups) que têm na tecnologia e no sistema disruptivo seus diferenciais.

Entenda como foi a intervenção no Banco Neon:

1. O que foi que aconteceu?

O BC decretou a liquidação extrajudicial do banco. Com isso, a instituição tem suas atividades suspensas, os administradores são afastados e os ativos são vendidos para pagar os passivos

2. A intervenção atinge as contas digitais e os cartões pré-pagos?

Em um primeiro momento, sim. As contas digitais do Banco Neon, que eram intermediadas pela Neon Pagamentos, serão bloqueadas até ser realizado um levantamento inicial

3. Os correntistas serão ressarcidos?

Sim. Segundo o BC, a expectativa é que o FGC (Fundo Garantidor de Créditos) leve entre 7 e 10 dias para ressarcir os correntistas após a verificação inicial, sem prazo definido.

Dúvidas pelo telefone (11) 3543-7000 ou pelo e-mail credores.neon@fgc.org.br

4. As contas digitais serão suspensas?

Se a Neon Pagamentos fechar parceria com um outro banco, poderão ser reativadas

5. E os cartões pré-pagos?

Podem continuar a ser usados. Recargas e emissões de novos cartões ficam suspensas

6. O Banco Neon opera somente contas digitais?

Não. A atividade do banco, segundo o BC, se concentra em financiamentos a pequenas e médias empresas. O banco tem menos de mil contas digitais, que são intermediadas pela fintech Neon Pagamentos

7. A Neon Pagamentos também está sob intervenção?

Não. O BC não detectou irregularidade na Neon Pagamentos. O Banco Neon possui uma participação minoritária na empresa, com a qual se associou em 2016

8. Por que a liquidação extrajudicial foi decretada?

Desde 2016, o banco apresentava prejuízos e tem patrimônio líquido negativo. O BC detectou irregularidades nas operações, com violações a normas da CVM, como contabilização incorreta de ativos e não reconhecimento adequado de passivos

10. É a primeira intervenção em um banco que opera contas digitais?

Sim. Mas o BC não encontrou irregularidades nas contas digitais, e sim na operação tradicional do banco.

Fonte: Folha de SP

#sindnews

Seguir:

9 9784-7687

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo