Superintendente do Santander chama gestor denunciado de assédio para conversa


Após denúncias anônimas de assédio moral em uma agência do Santander, o diretor do Sindicato dos Bancários de Sorocaba e Região, Marcos Valério Viana, em visita à agência, percebeu que o ambiente não estava bom e por isso mesmo, não era propício à coleta de informações. “Então tivemos a idéia de fazer uma pesquisa para que os funcionários pudessem dizer o que ocorria ali”, conta Marcos.

O Sindicato realizou, então, uma pesquisa para os bancários da agência responderem, a respeito da atitude assediadora do gestor. As respostas apontaram que realmente existia assédio na agência.

Com o resultado da pesquisa em mãos, diretores do Sindicato procuraram o superintendente do banco, ontem, dia 28 de agosto. Após uma conversa, deixaram a pesquisa nas mãos dele, para que tomasse conhecimento do teor dos assédios. “Após pontuarmos o acontecido e deixarmos o documento em suas mãos, cobramos do superintendente uma atitude para solucionar o problema”, explica Julio Cesar Machado, presidente do Sindicato.

E a atitude do superintendente não demorou a acontecer: ele já agendou uma conversa com o gestor. “Esperamos que a situação se resolva o mais breve possível, para que a paz volte ao ambiente de trabalho da agência. Nossa intenção não é prejudicar o gestor, mas fazê-lo enxergar que precisa mudar seu modo de atuar com pessoas”, diz Julio.

Julio enfatiza que os bancários que estiverem passando por problemas de assédio em seu ambiente de trabalho, denunciem ao sindicato. A denúncia pode ser feita através do site www.bancariosorocaba.org.br de forma anônima, mas é necessário que o denunciante aponte a agência e o assediador, para que o sindicato tenha informações para investigar o caso.

Fonte: SEEB Sorocaba

#santander

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo