Banco Mercantil paulista voltará a ter convênio com Unimed


A conquista foi motivada por processo jurídico do Sindicato de Sorocaba contra o banco

O Banco Mercantil do Brasil (BMB) vai rescindir o contrato com o Saúde Bradesco no dia 31 de agosto, voltando a oferecer aos seus funcionários o convênio com a Unimed. Assim, o BMB volta a ter convênio com a Unimed em todo território nacional, já que apenas no estado de São Paulo o banco era conveniado com o Saúde Bradesco.

A notícia é muito aguardada pelos funcionários do Banco Mercantil do Brasil, que há muito tempo reclamam do atendimento e da rede credenciada do Saúde Bradesco, principalmente em cidades pequenas, onde a oferta de profissionais é muito escassa.

A informação é exclusiva do Sindicato dos Bancários de Sorocaba e Região (SEEB Sorocaba), através do dirigente sindical Claudemir Alves Teté – também funcionário do BMB de Sorocaba – que esteve participando de mesa de discussão na Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul – FEEB SP/MS, para tratar do assunto.

Agora, os funcionários do BMB precisam preencher cadastro junto ao banco até dia 15 de agosto, para que a Unimed possa providenciar as carteirinhas dos conveniados.

Como aconteceu

Há algum tempo atrás, depois de muitas reclamações recebidas por parte de funcionários do BMB da região de Sorocaba, o presidente do SEEB Sorocaba, Julio Cesar Machado, elaborou um levantamento da rede credenciada do Saúde Bradesco na região, que constatou a escassa oferta de profissionais da saúde nas cidades da região. O documento foi enviado ao BMB, que mesmo assim, optou por continuar com o Saúde Bradesco.

O SEEB Sorocaba, através de seu Departamento Jurídico, entrou então com processo na justiça contra o BMB. Na ocasião, o dirigente sindical Fábio Oliveira (de São Roque), foi ouvido pelo juiz e citou situações que comprovaram a ineficiência do Bradesco Saúde na região, inclusive na parte documental, onde o banco exigia que o funcionário enviasse para São Paulo as guias originais do convênio, dificultando ainda mais o atendimento pelo mesmo. Com base no testemunho do dirigente sindical, o juiz pediu para o banco comprovar a rede credenciada na região. E o banco demorou para dar o retorno ao juiz.

“Essa é uma grande conquista para os funcionários do BMB paulista, principalmente em nossa região, que enfrentavam tantos problemas com o plano de saúde. Ficamos imensamente contentes em poder participar do processo, que devolveu aos funcionários a dignidade no atendimento médico ”, explica Julio.

Fonte: SEEB Sorocaba

Foto: Claudemir Alves Teté, dirigente sindical do SEEB Sorocaba.

#mercantil

0 comentário