• Sindicato dos Bancários

SantanderPrevi tem a chance de ser administrado pelos próprios trabalhadores - só depende do seu vot


Foto: Julio Cesar Machado - presidente do SEEB Sorocaba, Patrícia Bassanin - candidata do SantanderPrevi apoiada pelo movimento sindical e Cristiano.

Após quase 10 anos de muita mobilização dos trabalhadores bancários, finalmente o Santander aceitou realizar eleições democráticas e transparentes para o conselho do SantanderPrevi. O fundo de pensão dos funcionários oriundos do Banco Real sempre foi gerido pelo banco e em 2013 e 2014 apresentou rombo de 36 milhões de reais, que gerou perdas consideráveis aos participantes do plano.

A eleição terá apenas duas chapas: uma composta por pessoas ligadas à direção do banco Santander e outra composta por trabalhadores bancários, apoiados pelo movimento sindical. Essa é a chapa dos candidatos Patrícia Bassanin (para o Conselho Fiscal) e Orlando Puccetti Junior (para o Conselho Deliberativo). O Sindicato dos Bancários de Sorocaba e Região apoia e indica o voto em Patrícia e Orlando. No dia 24 de julho, Patrícia e Cristiano fizeram uma visita ao Sindicato dos Bancários de Sorocaba e Região. “É importante que nós, bancários, entendamos que, pela primeira vez, o SantanderPrevi tem a chance de ter representantes dos trabalhadores em sua direção, para fiscalizar e administrar. Pois o Santander sempre administrou sozinho o fundo e o resultado foi um rombo de 36 milhões! Pois das três vagas na administração do plano, o banco está abrindo eleição direta para apenas uma. As outras duas já são do banco. Então, temos que ter esse contraponto, senão volta tudo ao que era antes”, apela Julio Cesar Machado, presidente do Sindicato dos Bancários de Sorocaba e Região.

Patrícia explica que faz parte de um grupo de trabalho que desde 2011 luta para fazer alterações no plano (antigo HolandaPrev, do extinto Banco Real). “Em 2009, o Santander comprou o Real e fez as alterações que quis no plano, unilateralmente. Então criamos esse grupo de trabalho para voltar ao plano anterior e termos o direito à eleição aberta. O banco não voltou ao plano antigo – que era o que queríamos, mas criou um modelo novo, melhor do que o que estava sendo feito antes de nosso trabalho. Então é importante que nós, funcionários, possamos ter o direito de gerir nosso plano”, explica Patrícia.

Os participantes do SantanderPrevi que foram lesados com o rombo milionário em 2014 e 2015, ingressaram na justiça contra o banco, gerando uma denúncia no MP de Santa Catarina, que repassou a denúncia para a Previc – que apontou mais de 100 irregularidades com o plano. Com isso, o banco foi multado e cada diretor penalizado a pagar R$ 53 mil. “Mas isso não foi nada perto do rombo que eles deixaram no plano. Queremos transparência e fiscalização desse plano. Queremos saber em tempo real, tudo o que acontece com o plano, para que não tenhamos mais surpresas desagradáveis novamente. O dinheiro do fundo pertence aos trabalhadores e deve ser gerido por eles”, diz Patrícia.

Julio aproveita para avisar aos funcionários do Santander que ainda não optou pela adesão ao plano de previdência Santander Previ, que o faça, pois é muito vantajoso, já que o funcionário deposita uma parte do dinheiro e o banco entra com a outra parte. "Poucos sabem disso e a maioria não tem o plano, que é muito bom"!

Como votar

A votação será feita entre 28 de julho a 3 de agosto, diretamente pelo site www.santanderprevi.com.br. O voto não poderá ser identificado. Os funcionários ativos que participam do plano também podem acessar diretamente a área restrita do site via link disponível no Portal RH do empregador, na página da SantanderPrevi. Porém, é importante que antes do prazo da eleição, os eleitores entrem no site e atualizem seu cadastro e senha, para não deixar para a última hora, pois pode ser que o retorno da nova senha demore e o eleitor perca a data de votar.

SEEB SOROCABA

#santander

Seguir:

9 9784-7687

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo