• Sindicato dos Bancários

Urbes aciona TRT sobre frota mínima de ônibus em Sorocaba


A Urbes -- Trânsito e Transportes entrou com uma petição nesta segunda-feira (26) para informar o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 15ª Região a respeito do descumprimento da determinação judicial por parte do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Sorocaba e Região. A decisão do tribunal determinava que 70% da frota do transporte coletivo de cada empresa concessionária (Consor e STU) circulasse em Sorocaba em horários de pico (das 6h às 9h e das 17h às 20h) durante a greve, porém, segundo a Urbes, isso não foi cumprido com os veículos da STU. De acordo com a Urbes, por volta das 6h15 desta segunda-feira, a empresa STU estava com apenas 23% (42 veículos) da sua frota nas ruas. Ao longo da manhã, mais ônibus da STU entraram em operação. Às 8h20, a empresa chegou a 69% da frota nas ruas, mas em nenhum momento do horário de pico atingiu 70%, conforme determinou o TRT, prejudicando várias linhas. A pena de desobediência é de multa diária de R$ 120 mil, além da aplicação das penalidades de cancelamento do registro do sindicato. Sindicato contesta Em nota encaminhada no início da tarde desta segunda (26), o Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região informou que está cumprindo integralmente o que determina a liminar concedida pela Justiça. Segundo o sindicato, os trabalhadores na empresa de ônibus Consórcio Sorocaba estão trabalhando normalmente, portanto 100% da frota está em circulação. Na empresa Sorocaba Transportes Urbanos (STU) o sindicato manteve em circulação 70% da frota de ônibus durante o horário de pico da manhã, o que deve ser repetido no horário de pico da tarde. Nos demais horários, cita a nota, é mantida 50% da frota em circulação, conforme determina a liminar. "Lembramos que o transporte especial está 100% em funcionamento, independente de horário. Para comprovar o cumprimento da liminar, o Sindicato informa que solicitou o acompanhamento e fiscalização do Ministério Público do Trabalho". Sobre a Urbes ¿ Trânsito e Transportes ter acionado o Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, o Sindicato informa que tem como comprovar o cumprimento da liminar e está tomando as medidas necessárias para se defender das acusações. Sem atendimento A Urbes cita que as linhas que não estão operando nesta manhã são: Sandra; Colorau; Industrial/Vila Rica; Santa Terezinha; Manchester; Jardim São Carlos; Genebra/Inhaíba; Tupã; Vila Haro; Mato Dentro; Aparecidinha via terra; Gonçalves; Parada do Alto; Vila Santana; Campo Limpo via General Carneiro; Ipatinga; Ipanema das Pedras; Campolim Via Raposo; Campolim/ Panorâmico; Caputera; Sabiá /João Romão; 9 de Julho via centro; e Interbairros IV; e Interbairros V. Já a Consor atingiu 100% dos seus veículos em circulação. O Transporte Especial também circulou em sua totalidade. No geral, entre 6h e 9h, o sistema de Transporte Coletivo de Sorocaba operou entre 62% (223 ônibus) e 85% (306 ônibus). Catacra live Outra irregularidade apontada pela empresa gerenciadora do transporte na cidade, é que teria havido "catraca livre" na linha do Jardim Santa Bárbara, na chegada de um dos ônibus na Área de Transferência do Jardim Ipiranga. A empresa fez o registro um Boletim de Ocorrência sobre o fato que também já foi comunicada ao tribunal. O descumprimento resulta em multa de R$ 10 mil por evento registrado pelos fiscais de transporte. O Sindicato também nega as acusações. Segundo a entidade houve "crime de prevaricação" por conta da Urbes, uma vez que que fiscal da empresa pública "estava na Área de Transferência, viu passageiros entrando pela porta de trás nos ônibus na linha Santa Bárbara e permitiu", colocando a culpa no motorista. A sindicato informou que que está tomando as medidas judiciais cabíveis.

Fonte: Cruzeiro do Sul

#sindnews

Seguir:

9 9784-7687

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo