8 em cada 10 profissões não tiveram aumento salarial em 2016


O levantamento realizado pela Michael Page aponta que a remuneração ou manteve-se estável em relação ao ano anterior ou apresentou queda. Oito em cada 10 profissões não tiveram aumento salarial em 2016, segundo levantamento da Michael Page

Um levantamento realizado pela consultoria Michael Page aponta que oito em cada dez cargos de média e alta gerência não apresentaram aumento salarial neste ano. Pelo contrário: a remuneração ou manteve-se estável ou caiu em relação a 2015.

Algumas das áreas em que essa situação mais mostrou incidência são as de engenharia e construção (100% dos cargos analisados), vendas e TI (97%), saúde (92%) e marketing (82%). Apesar de ocorrer em menor proporção, as áreas de jurídico, varejo, seguros e RH também tiveram incidência, entre 57% e 78%.

Em cada um dos setores, somente cargos específicos receberam aumento: por exemplo, no de saúde, em que somente 9% dos cargos tiveram aumento, os de Gerente de Farmaeconomia e Diretor Médico tiveram aumento de R$ 19 mil para R$ 24 mil e de R$ 29 mil para R$ 32,4 mil, respectivamente.

Por outro lado, no de marketing, em que somente 18% dos cargos tiveram aumento, dois cargos viram sua média salarial cair, o de Gerente de Produto (de R$ 12,5 mil para R$ 10 mil) e de Diretor de Relação com Investidores (de R$ 30 mil para R$ 21,5 mil).

Exceção A única exceção do estudo foi a área de Bancos e Serviços Financeiros, em que somente três dos 49 cargos analisados não tiveram aumento de salário. Em relação aos últimos anos, inclusive, a área bancária no Brasil registrou aumento “considerável” em suas remunerações médias.

De todos os setores analisados, não houve nenhuma queda salarial na área Jurídica, de Seguros, TI, Varejo e Vendas.

Fonte: Gazeta do Povo

#sindnews

Posts recentes

Ver tudo

Seguir:

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo