INSS já convoca para pente-fino beneficiários com mais de 60 anos


O governo já começou a convocar os beneficiários de auxílio-doença com mais de 60 anos para realizar nova perícia médica no pente-fino que está sendo feito nos benefícios por incapacidade pagos pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

A revisão teve início no ano passado. Os primeiros convocados foram os segurados mais novos. Depois, em fevereiro, foi a vez dos segurados com mais de 50 anos. E, agora, o INSS está chamando pessoas com mais de 60 anos, segundo uma pessoa com acesso às informações das perícias.

Está na mira do governo quem recebe auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez há pelo menos dois anos e não passou por perícia nesse período. Serão revisados 530,2 mil auxílios e 1,17 milhão de aposentadorias por invalidez.

Os idosos que recebem auxílio-doença não estão livres de serem convocados para o exame. No caso das aposentadorias por invalidez, que devem começar a ser revisadas no segundo semestre deste ano, o beneficiário que completa 60 anos de idade é automaticamente retirado do pente-fino, pois a legislação desobriga idosos inválidos de irem à perícia.

Segundo o último balanço divulgado pelo Ministério do Desenvolvimento Social, até abril, o INSS já havia feito 87.517 revisões, que resultaram no cancelamento de 73.352 auxílios-doença, oque representa 84% do total.

Mais de 11 mil benefícios foram cortados porque o segurado não compareceu à perícia. O governo afirma já ter economizado R$ 1,6 bilhão.

CONVOCAÇÃO

Os beneficiários são convocados por carta para realizar o exame. Assim que recebe o comunicado, o segurado tem cinco dias para agendar atendimento. Para não ter o benefício cortado, é importante ter exames e laudos médicos atualizados.

*

Corte de benefícios

>> Os beneficiários de auxílio-doença com mais de 60 anos começaram a ser convocados para as perícias do pente-fino do INSS

>> Até o início do ano, haviam sido chamados os segurados com até 49 anos

>> Em fevereiro, foi a vez das pessoas com mais de 50 anos começarem a ser convocadas

>> Agora, o pente-fino chega aos segurados mais velhos

*

TESOURA NOS AUXÍLIOS

>> O INSS já realizou 87.517 perícias no pente-fino

>> Desse total, 73.352 auxílios-doença foram cancelados

>> Isso quer dizer que 8 em cada 10 benefícios foram cessados

>> Mais de 11 mil foram cortados porque o segurado não compareceu à perícia

*

ENTENDA A REVISÃO

>> O pente-fino nos benefícios por incapacidade foi anunciado pelo governo no ano passado, a fim de gerar economia aos cofres públicos

>> Em novembro, a medida provisória que criou a revisão perdeu a validade

>> Em janeiro, nova medida provisória foi editada e, desde então, os peritos do INSS recebem R$ 60 a cada perícia revisional feita

*

Na mira do governo

>> Na primeira etapa da revisão, estão sendo convocados os segurados que recebem auxílio-doença há mais de dois anos sem passar por perícia

>> Em uma segunda etapa, a partir do segundo semestre, serão chamados os aposentados por invalidez

>> Escapa quem recebe aposentadoria por invalidez e tem mais de 60 anos

>> Porém, quem recebe auxílio-doença não escapa do pente-fino, mesmo com mais de 60 anos

QUEM SERÁ CHAMADO

Aposentados por invalidez: 1,17 milhão (no país); 272,5 mil (em São Paulo)

Beneficiários de auxílios-doença: 530,2 mil (no país); 91,6 mil (em São Paulo)

*

FIQUE LIGADO

Até o início de abril, foram enviadas 247.937 cartas de convocação

-

1- Convocação: o governo envia cartas para os segurados agendarem a perícia de revisão

2- Entre em contato: após receber a carta, o segurado terá cinco dias para entrar em contato com o INSS e escolher a data do exame

Prepare-se antecipadamente

>> Enquanto não é convocado para o exame, o segurado deve se preparar >> Remarque consultas e refaça exames >> Mantenha o laudo médico atualizado pelo menos uma vez por ano

Fique atento ao conteúdo do laudo

>> Esse é o documento mais importante na perícia >> Ele tem que servir como um relatório da doença >> Quanto mais recente, melhor >> Portanto, retorne ao médico que o atende

-

COMO SERÁ A PERÍCIA

>> Os médicos peritos vão analisar a situação clínica do segurado

>> No dia do exame, ele vai avaliar se a incapacidade física ou mental realmente impede o segurado de voltar ao mercado de trabalho

>> Para quem tem doenças comportamentais, como depressão, por exemplo, é importante provar que está em tratamento e mostrar a gravidade do caso

CONVERSÃO EM APOSENTADORIA POR INVALIDEZ

O perito do INSS só vai conceder a aposentadoria por invalidez se considerar que o segurado está incapacitado para qualquer tipo de trabalho

-

SE PERDER O BENEFÍCIO

>> Apresente o recurso por escrito

>> Use as informações do laudo médico para detalhar os motivos pelos quais deve continuar recebendo o benefício por incapacidade

Fonte: Folha

#sindnews

Posts recentes

Ver tudo

Seguir:

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo