• Sindicato dos Bancários

Centrais intensificam ação em Brasília contra mudanças na Previdência


O sindicalismo volta a Brasília para mais um corpo a corpo no Congresso Nacional. O objetivo é continuar as articulações, visando sensibilizar os parlamentares a rejeitarem mudanças na Previdência que penalizem os trabalhadores. A ideia é que na terça (21), dirigentes das Centrais Sindicais façam um mutirão nos gabinetes da Câmara e Senado.

A UGT começa as atividades na segunda (20), com reunião da direção nacional. Também foram convocados os presidentes das representações estaduais da Central, que, além de participar das atividades no Congresso, debaterão um plano de ação para 2017.

Sindicalistas protestam na abertura dos trabalhos da Comissão Especial (foto).

Ricardo Patah, presidente nacional da UGT, adiantou à Agência Sindical que cerca de 150 dirigentes, em diversos níveis, estarão em Brasília. Ele explica que os sindicalistas da Central devem apontar aos parlamentares os danos que as reformas podem causar à sociedade, caso sejam aprovadas como quer o governo.

Maldades “A UGT nasceu como uma central reformista. Mas essas reformas, do jeito que foram apresentadas, nós não podemos aceitar", afirma Patah. O dirigente denuncia que as propostas encaminhadas pelo governo são “um verdadeiro pacote de maldades contra a classe trabalhadora e a sociedade em geral".

Pressão nas bases Outro sindicalista ouvido pela Agência foi João Carlos Gonçalves (Juruna), secretário-geral da Força Sindical. Ele avalia que é importante o debate com os deputados, mas também é fundamental ir até as bases de cada um dos parlamentares.

"Quem está defendendo o governo, também está de olho em 2018. Existe uma preocupação dos deputados com isso. Nessa hora, não podemos colocar o ‘nós contra eles’, porque vamos perder. Temos que buscar o convencimento, mostrando o quanto é prejudicial tanto para os trabalhadores quanto para o mandato deles", explica Juruna.

Fonte: Agência Sindical

#sindnews

Seguir:

9 9784-7687

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo