Volkswagen vai cortar 30 mil postos de trabalho até 2020; Brasil será atingido


A montadora alemã Volkswagen anunciou planos de cortar 23 mil postos de trabalho na Alemanha, a fim de economizar 3,7 bilhões de euros anualmente até 2020 para revigorar a marca principal e financiar a mudança para carros elétricos após o escândalo de emissões de poluentes.

Sem entrar em detalhes, a empresa também afirmou que fará cortes na América do Norte, no Brasil e na Argentina, totalizando cerca de 30 mil vagas fechadas.

O acordo prevê uma melhora de 25% na produtividade das unidades alemãs, informou a companhia em entrevista coletiva nesta sexta-feira (18)

O chamado pacto futuro, em vigor desde junho, tem como objetivo elevar a margem operacional da marca para 4% até 2020, ante 2% esperados para este ano, de acordo com a Volkswagen.

ESCÂNDALO

No ano passado, Volkswagen entrou em grave crise após admitir ter instalado um software para falsear dados de emissões de poluentes em 11 milhões de veículos diesel em todo o mundo.

O sistema é capaz de detectar quanto um carro está sendo testado em laboratório, e de reduzir as emissões de óxidos de nitrogênio, um poluente associado a problemas de saúde.

As autoridades regulatórias dos Estados Unidos determinaram que as emissões de poluentes nas ruas são até 40 vezes maiores do que as demonstradas em testes. A Volkswagen controla também as marcas Audi e Porsche, e a SEAT e Skoda, na Europa.

Folha de SP

#sindnews

Posts recentes

Ver tudo

Seguir:

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo