• Sindicato dos Bancários

Samsung para produção do Note 7 após novos incêndios, diz agência


A Samsung interrompeu a produção do smartphone Galaxy Note 7 após relatos de dispositivos pegando fogo mesmo depois de serem substituídos em umprograma de recall, segundo a Reuters.

As principais operadoras de telefonia dos Estados Unidos e da Austrália suspenderam vendas ou trocas do modelo e grandes companhias aéreas seguem proibindo o Note 7. O principal motivo é o esvaziamento de um avião da Southwest Airlines nos EUA, após um aparelho que já tinha sido substituído emitir fumaça durante um voo.

"Se a produção do Note 7 continuasse, isso levaria ao maior ato de auto-destruição de marca da história da tecnologia moderna", disse Eric Schiffer, especialista de marcas e presidente da Reputation Management Consultants.

"A Samsung precisa assumir uma baixa contábil gigante e enviar o Note 7 para o hall da vergonha da engenharia do lado do Ford Pinto", acrescentou, se referindo ao modelo compacto da montadora norte-americana da década de 1970 que foi descontinuado após sucessivos casos de incêndio.

Em comunicado ao mercado, a Samsung afirmou que está ajustando os embarques do Note 7 para permitir inspeções e maior controle de qualidade uma vez que alguns aparelhos pegaram fogo.

A empresa não comentou sobre a interrupção da produção ou a causa do fogo no modelo.

Em 2 de setembro, a Samsung anunciou um recall global de 2,5 milhões de Notes 7 porque baterias defeituosas do modelo fizeram algumas unidades pegarem fogo.

A empresa encomendou novas baterias de outro fornecedor e começou a enviar aparelhos substitutos duas semanas depois do recall. Mas problemas similares surgiram em um dos aparelhos trocados em 5 de outubro, que começou a soltar fumaça dentro de um voo da Southwest Airline, nos EUA.

"Acho que a coisa mais certa a fazer é desistir do Note 7", disse Park Jung-hoon, da HDC Asset Management, cujo fundo detém ações da Samsung. "O que assusta é que isso está fazendo as pessoas a questionarem repetidamente as capacidades fundamentais da Samsung, então é importante para a empresa superar este assunto rapidamente."

Fonte: Folha de SP

#sindnews

Seguir:

9 9784-7687

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo