• Sindicato dos Bancários

Retomada do crédito no Brasil levará tempo, diz agência Moody's


As perspectivas econômicas para o Brasil estão melhorando, mas a recuperação será difícil e qualquer melhora na força do crédito levará um tempo, disse a agência de classificação de risco Moody's em um comunicado nesta terça-feira (27).

A Moody's projeta crescimento de 0,5% da economia brasileira em 2017, enquanto para este ano a estimativa é de uma contração de 3,5%.

"A conclusão do processo de impeachment permitiu à administração Temer buscar políticas de combate à inflação confiáveis, assim como medidas para fortalecer a disciplina fiscal. As medidas propostas são vitais para aliviar as preocupações dos investidores e manter o fluxo de capitais, assim como fortalecer a confiança", disse a Moody's no comunicado.

"A estabilização das condições econômicas ajudará a conter o estresse financeiro para as empresas brasileiras, e suportará melhoras modestas do desempenho corporativo", afirma Gersan Zurita, vice-presidente sênior da Moody's. "No entanto, as condições restritas de liquidez, altas taxas de juros e desemprego continuarão a pesar na economia até pelo menos o final de 2017."

Segundo a agência, esse cenário alimenta a aversão a risco dos bancos. Mas se a confiança melhorar, alguns credores terão flexibilidade para aumentar mais rapidamente suas carteiras de empréstimos. "Uma recuperação econômica gradual não apenas favorecerá um aumento da demanda por crédito, mas acelerará uma melhora na qualidade dos ativos", diz o comunicado.

Folha de SP

#sindnews

Seguir:

9 9784-7687

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo