• Sindicato dos Bancários

Correios oferecem 9% de reajuste. Bancos podem fazer melhor!


Os funcionários da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos acabam de aceitar a proposta feita pela empresa de 9% de reajuste salarial. A decisão foi tomada na tarde desta quarta-feira (14), durante assembleia da categoria.

A categoria exigia um reajuste de 15%, além da realização de concurso público e melhorias nas condições de trabalho. Porém, a empresa teria rejeitado o pedido do reajuste e ofereceu apenas 6,74% à categoria, valor que não foi aceito pelos servidores. Os trabalhadores, então, levantaram a possibilidade de entrarem em greve. Segundo a Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect) esse índice não é o que almejavam, mas é o melhor que os Correios poderiam oferecer diante do momento econômico que a empresa vem passando e do momento político do país. A Findect destaca que a empresa teria sugerido suspender alguns direitos trabalhistas da classe durante a primeira proposta oferecida, mas voltou atrás da decisão. Apesar do acordo, a categoria não descarta uma greve, caso os reajustes não sejam pagos.

Por quê não os bancos?

A proposta dos Correios mexeu com a categoria bancária. “Se os Correios, que estão sofrendo com a crise econômica, conseguem dar esse reajuste salarial a seus funcionários, por quê os bancos – que nadam de braçada na crise – não podem fazer o mesmo? Eles podem fazer muito mais!”, questiona Julio Cesar Machado, presidente do Sindicato dos Bancários de Sorocaba e Região.

SEEB Sorocaba

#4 #sindnews

Seguir:

9 9784-7687

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo