Sindicato ganha ação contra o Bradesco impedindo-o de fazer deslocamentos de funcionários


O banco será obrigado a pagar multa diária de R$ 20 mil caso venha a descumprir a medida imposta pela justiça do trabalho

O Sindicato dos Bancários de Sorocaba e Região ajuizou ação civil pública com pedido de antecipação da tutela contra o Banco Bradesco alegando ter deflagrado um movimento grevista legal, visando melhores condições de trabalho, bem como reajustes salariais dos bancários. Na ação civil o sindicato denuncia o Bradesco de tentar esvaziar o movimento grevista, incitando os funcionários ilegalmente e de forma abusiva, a se deslocarem para agências do banco que ainda estejam abertas, trabalhando além dos horários de expediente bancário. O documento assevera ainda, que tais práticas constituem atitude antissindical, configurando assédio moral e coação.

A concessão da tutela antecipada determina que o banco Bradesco “se abstenha de procedimentos que impeçam o livre exercício do direito de greve, se abstenha, ainda, de exigir o trabalho fora do horário e em local habitual onde sempre foi exercido o labor, que se abstenham de ligar para os empregados com o intuito de constrangê-los e ameaçá-los para o retorno ao trabalho, bem como para que permita o ingresso dos dirigentes sindicais nos locais de trabalho e realização de manifestações pacíficas em frente aos estabelecimentos bancários da base territorial do sindicato, principalmente nos dias de realização de greve.”

O documento foi deferido (autorizado) pelo Juiz Titular da Vara do Trabalho, Valdir Rinaldi Silva em medida de urgência - ou seja, está valendo imediatamente. “Com isso, estão legalmente proibidos os deslocamentos de funcionários para outras agências, o trabalho fora do expediente bancário normal e as ligações e mensagens coercivas e constrangedoras, sob pena de multa diária de R$ 20 mil. E temos orgulho em ter conseguido mais essa conquista para os bancários de nossa base. Portanto, o bancário poderá denunciar tais atitudes ao sindicato e estará amparado pela Lei”, diz Julio Cesar Machado, presidente do sindicato.

SEEB Sorocaba

#1 #bradesco

0 comentário