• Sindicato dos Bancários

Aliados de Temer já tentam 'brecha' em lei de estatais


Com a sanção de proposta que estabelece regras para a gestão de empresas estatais, aliados do governo no Senado manobram para criar uma brecha jurídica que permita a nomeação de um dirigente do DEM para o cargo de diretor-geral da hidrelétrica Itaipu Binacional.

Indicado pelo PSDB e pelo próprio partido, o ex-deputado Abelardo Lupion, membro da Executiva Nacional do DEM, ficou impedido de assumir o posto com a nova legislação, que proíbe a indicação de dirigentes partidários para diretorias de companhias públicas.

Com a restrição, o Planalto sugeriu aos dois partidos que indiquem um novo nome, mas eles têm insistido na nomeação do correligionário, que conta com o apoio também do governador do Paraná, Beto Richa (PSDB).

Para tentar viabilizar a indicação, as duas siglas iniciaram uma ofensiva junto a especialistas e juristas para justificar a adoção de uma brecha jurídica no caso da estatal. A estratégia é fortalecer a tese de que, por ser uma empresa binacional, uma proposta aprovada em apenas um país não pode ter efeito sobre a companhia pública.

A intenção dos senadores dos dois partidos é levar ainda nesta semana pareceres jurídicos ao presidente interino, Michel Temer, na tentativa de reforçar o argumento.

A ideia defendida pelos senadores das duas siglas, porém, já encontra resistências no Planalto, que teme abrir precedentes.

Com a indefinição do DEM, tem ganhado força junto ao presidente interino a nomeação para o posto do ex-presidente da Federação das Indústrias do Paraná Rodrigo Santos da Rocha Loures, pai do assessor Rodrigo Costa da Rocha Loures, um dos principais aliados de Temer.

Para a presidência dos Correios, o presidente interino não pretende alterar a nomeação de Guilherme Campos, presidente nacional do PSD. O Palácio do Planalto lembra que ele foi nomeado antes da sanção da proposta das empresas estatais e que ela não tem efeito retroativo.

Fonte: Folha de SP

#sindnews

Seguir:

9 9784-7687

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo