Novo ministro defende modernização da lei trabalhista, sem retirar direitos


O ministro do Trabalho, deputado Ronaldo Nogueira (PTB-RS), afirmou nesta quinta-feira (12) que o governo Michel Temer pretende modernizar as relações trabalhistas, mas preservando os direitos dos trabalhadores.

"Em nenhum momento ele [Michel] disse que iria cortar direitos. Disse que os direitos seriam preservados. Não podemos confundir a preservação de direitos com a modernização. A modernização é fundamental para que haja uma estabilidade no mercado e para o trabalhador", afirmou o novo ministro.

Em seu primeiro discurso no posto de presidente interino, Michel Temer citou as reformas trabalhista e previdenciária e disse que modificações nessas áreas terão como objetivo o pagamento das aposentadorias e a geração de emprego. Disse ainda que nenhuma dessas reformas alterará direitos adquiridos.

"É importante que sindicatos e trabalhadores entendam e se tranquilizem que esse será um governo de diálogo", afirmou o novo ministro do Trabalho após tomar posse.

Questionado sobre o projeto sobre a terceirização que tramita no Senado, afirmou que ainda irá conversar com Temer em busca de uma orientação sobre o tema.

Nogueira disse ainda que o aumento do desemprego será revertido e que o papel do ministério será criar uma harmonização na relação entre capital e trabalho.

"Não podemos dividir classes. Precisamos unir as classes."

Fonte: Folha de SP

#3 #sindnews

0 comentário