Otimismo com Temer dependerá de reformas, diz presidente do Santander


O presidente do Santander Brasil, Sérgio Rial, afirmou nesta quarta-feira (27) que seu otimismo com um eventual governo Michel Temer dependerá da vontade e da capacidade do Congresso em aprovar reformas de que o país precisa.

"Não depende só do Executivo. O Congresso terá papel fundamental", afirmou a jornalistas em videoconferência para detalhar resultados do primeiro trimestre do banco.

Ele defendeu uma agenda mínima de reformas, reforçando a necessidade de mudanças na Previdência.

"O Brasil precisa de uma agenda mínima de concertação entre executivo e Congresso", disse.

O banco registrou lucro líquido de R$ 1,66 bilhão no primeiro trimestre deste ano, crescimento de 3,3% na comparação com o último trimestre de 2015 e leve alta de 1,7% em relação ao mesmo período do ano passado.

Fonte: Folha de SP

#santander

0 comentário