Juro bancário para pessoa física atinge maior patamar desde 2011


Taxa média cobrada pelos bancos em empréstimos a família chega a 68%. Números foram divulgados pelo Banco Central nesta terça-feira (29).

Os juros cobrados pelos bancos nos empréstimos para pessoas físicas, excluindo o crédito imobiliário e rural, bateram recorde mais uma vez e chegaram a 68%, o maior patamar da série histórica, que começa em março de 2011. Houve uma alta de 1,6 ponto porcentual em relação a janeiro, quando estava em 66,4%. Os dados foram divulgados pelo Banco Central nesta terça-feira (29).

Em janeiro, o juro bancário para pessoa física já havia batido recorde e atingido o maior patamar desde 2011. O índice de 66,1% divulgado no mês passado foi corrigido pelo Banco Central neste mês para 66,4%.

Segundo o BC, a taxa de inadimplência das pessoas físicas, nos empréstimos bancários com recursos livres (sem contar crédito rural e habitacional), que mede atrasos nos pagamentos acima de 90 dias, somou 6,2% em fevereiro. É o mesmo patamar de janeiro.

Fonte: G1

#sindnews

0 comentário