Em reunião com a Fenacrefi, Financiários discutem Campanha Salarial e apresentam integrantes das com


A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS) participou nesta quinta-feira (17) de reunião que discutiu a Campanha Salarial dos Financiários 2016, com a Fenacrefi (Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento), na sede da Contraf-CUT, em São Paulo Além das discussões das pautas para as negociações deste ano, um dos principais pontos da reunião foi a apresentação por parte do Comando Nacional, dos nomes dos integrantes que irão compor as comissões bipartite, uma sobre Participação nos Lucros e Resultados, que irá estudar a formatação de um novo modelo de PLR e melhoria da PLR adicional, reivindicações da categoria e a outra, para discutir Terceirização. A relação apresentada pelos Financiários é composta por cinco representantes em cada um dos grupos de trabalho. A Fenacrefi se comprometeu a enviar sua relação de participantes até o próximo dia 31 de março, e a partir de então haverá o estabelecimento de um cronograma de atividades dos GTs. Para o representante das Financeiras, o objetivo do GT sobre PLR é encontrar um modelo que satisfaça empregados e empregadores. Ainda no seu entendimento, o que discutirá terceirização funcionará não para impedi-la, mas para debater e estabelecer regras. A Fenacrefi citou ainda o momento político e econômico complicado do país e pediu aos financiários “compreensão, no sentido de entender o momento atual” e as dificuldades advindas dos impactos causados por fatores, como altos níveis de inadimplência, escassez de crédito, elevação do nível de desemprego e retração da indústria e etc. e, portanto, propõe “uma negociação adequada ao momento atual, onde o principal objetivo é a manutenção do emprego”. O Comando reafirmou que a preocupação e compromisso do movimento sindical em primeiro lugar com a manutenção do emprego e a importância de avançar nas discussões sobre a PLR e terceirização, reiterando também a necessidade de um desfecho mais rápido para a campanha, encerrando-a, inclusive antes da campanha salarial dos bancários, em respeito à data-base dos financiários que é 1º de junho. “A negociação de hoje na Fenacrefi, foi o ponto inicial de uma mudança nos moldes de negociação e apresentação de propostas, onde ambas as partes se comprometem no esforço de buscar o melhor caminho para uma campanha adequada, dentro dos limites da data base, com evolução e melhorias nas conquistas dos financiários, não admitindo este ano o fechamento do acordo somente após o final da campanha nacional dos bancários junto com a Fenaban”, avalia Odair Balioni, diretor do Sindicato dos Bancários de Piracicaba e Região (Sindban), que representou a Federação na mesa de negociação junto ao Comando Nacional. “Temos que ter uma campanha objetiva, sólida e ágil, porém sem admitir qualquer perda para os financiários”, conclui. Os diretores Cláudio Fasanaro (Sindban) e Walmir Gomes, do Sindicato dos Bancários de Santos e Região também participaram do encontro. Relação dos integrantes dos GTs

PLR Vinissios Martins Clemente (FEEB-SP/MS) Larissa Ribeiro (Fetec- CUT/CN) Peninha (Fetrafi-MG) Jair (Seeb São Paulo) Eric (Seeb-SP) Terceirização Odair Balioni (FEEB-SP/MS) Katlin Salles (Seeb Curitiba) Paulo Garcez (Fetrafi-RJ/ES) Sônia Rocha (Fetec-CUT/CN) Marta Soares (Seeb-SP)

Fonte: FEEB SP/MS

#3 #sindnews

0 comentário