• Sindicato dos Bancários

Funcionários do HSBC tentam encontrar solução para Associação Brasil


Dirigentes sindicais do HSBC, representantes de sindicatos ligados à Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso o Sul (FEEB SP/MS), estiveram reunidos em São Paulo dia 27 de novembro para tratar do impasse que assola a Associação Brasil – entidade recreativa dos funcionários do HSBC.

Ocorre que devido à incorporação do HSBC pelo Bradesco, a Associação Brasil ficará sem verbas suficientes para se manter, já que o aporte de cerca de R$ 300 mil mensais vindos do HSBC não será seguido pelo Bradesco. O diretor do Sindicato dos Bancários de Sorocaba e Região, Marcos Valério Viana, funcionário do HSBC que esteve na reunião em São Paulo, explica que a associação tem hoje um quadro de 12 mil sócios, que geram uma receita de cerca de R$ 300 mil mensais. Porém, a associação precisa de algo em torno de R$ 700 mil para se manter, já que possui clubes por todo o território nacional. O banco HSBC arcava com mais R$ 300 mil e mesmo assim a associação operava no vermelho já há algum tempo.

Durante uma reunião em Curitiba – PR, ocorrida dias 19, 20 e 21/11, foi realizada uma assembléia para tratar da venda de salas comerciais no centro de Curitiba, pertencentes à associação. A venda das salas irá gerar cerca de R$ 2 milhões e tem a finalidade de levantar verbas para a associação se manter até julho de 2016. “Essas salas estão fechadas, gerando despesas com impostos, taxas e condomínios. E agora, com a desobrigação do banco Bradesco de assumir a verba que vinha do HSBC, estamos tomando algumas medidas para ganharmos fôlego até meados de julho de 2016 para tentarmos encontrar uma solução até lá”, diz Marcos Valério.

SEEB Sorocaba

#hsbc #4

0 comentário