Justiça determina que BB pague meio milhão a bancário no Tocantins


O bancário José Mauro Eduardo do Banco do Brasil de Araguaína, assistido na ação de 7ª e 8ªh pelo Sindicato dos Bancários do Tocantins recebeu R$429 mil e devendo receber mais R$100 mil, totalizando mais de meio milhão de reais de hora extra. A ação correu pela 1ª Vara de Trabalho de Araguaína e a vitória foi confirmada pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT), sendo as horas extras foram deferidas levando em consideração a interrupção da prescrição, ou seja, o bancário recebeu as horas extras dos últimos nove anos de trabalho. Por estar assistido pelo SINTEC-TO o bancário não pagará os honorários, recebendo o valor líquido sem qualquer ônus. Para o presidente Crispim Batista Filho, esta foi uma vitória do bancário usando a interrupção da prescrição conseguida através da CONTEC, bem como o brilhante trabalhando do jurídico do Sindicato. “Nosso jurídico tem trabalhado arduamente para defender o interesse dos nossos bancários, para que os direitos sejam cumpridos”, afirmou Batista Filho.

Fonte: SINTEC-TO


Seguir:

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo